Como diz o velho ditado popular: É fácil falar, mas quero ver fazer… Isso é tão atual!

Outro dia pensando sobre educação de crianças, comecei a ver o quanto exigimos coisas que nós mesmos não fazemos. Claro, que queremos o melhor para nossos filhos. Mas o que é esse melhor? Como podemos ensinar algo para crianças que vivem em mundo de fantasias, algo que nem praticamos? E, ainda exigimos! Falamos, ou melhor gritamos, no auge do nervosismo ao ver brinquedos espalhados e quebrados que “aquele pequeno ser não dá valor para nada”. Pois é, algum dia você o ensinou a agradecer depois do almoço pela comida maravilhosa? Ensinou que ter braços e pernas é um privilegio? Que acordar é um milagre? Pois é, nós pais somos o ‘Norte’ dessas crianças, em outras palavras, se você não fizer não adianta nem falar.

Pensando nisso comecei a bolar como ensinaria meus filhos a serem gratos e descobrirem que a vida é um presente divino. Parei em uma papelaria e comprei três caderninhos, um para cada filho, e um que eu faria pela família. Cheguei em casa e falei que a partir daquele momento eles teriam que chegar ao final do dia e me falar algo bom que D’us tinha feito por eles. E, isso ocorreria todos os dias. Claro, que o Universo é tão abundante que quando pensamos que estamos fazendo algo bom para o outro, na verdade nós estamos ganhando. E, isso ocorreu… Eles acordavam de manhã seguinte e começaram a descobrir os presentes que nos ganhamos todos os dias, e as lições começaram a serem colocadas em pratica: “D’us obrigada pela minha vida…, por eu enxergar, por eu ter banheiro -assim não fico sujo, pela minha família, pelo meu amigo ter brincado comigo, por ter ido na casa da vovô, por eu ter a ‘poke bola”, por eu comer pipoca, por eu ter ido no cinema, pelo céu estar tão lindo hoje, pela mamãe ter arrumado meu armário, por eu ser muito bom no videogame, pelo meu pé de feijão estar crescendo, pela vovó me mimar muito …entre outras preciosidades”. Uau, como nossa vida é boa! Mostra para seus filhos, e a todos a sua volta, que a vida é um presente de D’us, e a Terra está cheia das riquezas d’Ele. Não ensine para eles que a vida é o que passa no telejornal e muito menos nas redes sociais. E, de que adiantará reclamar? Isso só os ensinará a serem crianças ingratas, insatisfeitas e deprimidas. A pessoa que agradece consegue ver os verdadeiros tesouros da vida. Elas alcançam outros patamares, muito mais elevados. São obrigadas a verem de outros ângulos. Entram em contato com a sua essência. Isso me faz lembrar o provérbio (22:6): “Ensina a criança no caminho que deve andar, e até quando envelhecer, não se desviará dele”. Seja você grato, e seus filhos lhe seguirão.

Nurya Ribeiro

 

About the author :

Leave A Comment

Related posts