fbpx

O Dr. Lair Ribeiro nunca vendeu e nem vende remédio ou suplemento, não realiza nenhum atendimento e nem comercializa nenhum tipo de aparelho.

Timeline

Timeline2022-11-12T17:25:19-03:00

janeiro 2021

PARADIGMA DAS GORDURAS SATURADAS E DO COLESTEROL Parte 5: Estatinas e seus Efeitos Colaterais

Há pelo menos 60 anos tem se estabelecido equivocadamente que o colesterol sanguíneo alto, associado à ingestão de gordura saturada, é o responsável pelas doenças cardíacas. Por esse motivo, milhões de pessoas em todo o mundo, sob orientação médica, recorrem ao tratamento à base de estatinas. Alinhado às diretrizes de orgãos oficiais, o uso de estatina tem o objetivo de controlar o nível plasmático de colesterol, principalmente da fração Low Density Lipoprotein(LDL), visando, supostamente, diminuir a incidência de doenças e mortes cardiovasculares. Porém, dados de várias meta-análises de ensaios randomizados controlados e observacionais realizadas nas últimas décadas não conseguiram demonstrar que a redução da ingestão das gorduras saturadas é de fato benéfica para a diminuição do colesterol. Ademais, não existe correlação estatística e causalidade entre colesterol elevado e doenças cardiovasculares. Além disso, enquanto muitos artigos científicos ressaltam a segurança das estatinas, outros apontam para seus diversos efeitos colaterais, colocando em questão a validação de seu uso. Essa revisão apresenta e discute os potenciais efeitos colaterais das estatinas, assim como outras importantes questões relacionadas a esse procedimento terapêutico.

novembro 2020

USO DE CANABINOIDES COMO ADJUVANTE NO TRATAMENTO DA DOENÇA DE ALZHEIMER

A doença de Alzheimer é uma causa comum de demência em idosos, caracterizada por sintomas neuropsiquiátricos relacionados a alterações neuroanatômicas e bioquímicas no córtex cerebral. O tratamento medicamentoso tem pouca eficácia em estágios mais avançados da doença, o que leva à busca por recursos coadjuvantes. O sistema endocanabinoide tem ganhado grande destaque científico como alvo terapêutico no tratamento da doença de Alzheimer, sendo seus componentes altamente associados à fisiopatologia da doença. O objetivo deste.....

PARADIGMA DAS GORDURAS SATURADAS E DO COLESTEROL PARTE 4: INFLAMAÇÕES CRÔNICA CAUSADA POR CARBOIDRATOS

Este é o quarto artigo de revisão da série que tem como objetivo quebrar os paradigmas relacionados aos eventuais malefícios causados pelas gorduras saturadas e pelo colesterol na saúde humana. São apresentados tópicos sobre a ingestão excessiva dos carboidrato (açúcares), considerados causadores dos desequilíbrios orgânicos e da obesidade, que levam às doenças metabólicas como as cardiovasculares, o diabetes tipo 2 e a esteatose hepática e se agravam com a síndrome metabólica e suas comorbidades. Tradicionalmente, a obesidade...

julho 2020

DESVENDANDO O PARADIGMA DAS GORDURAS SATURADAS E DO COLESTEROL PARTE 3: INFLAMAÇÕES CRÔNICAS CAUSADAS P OR ÔMEGA 6, GORDURAS TRANS E PEROXIDAÇÃO LIPÍDICA

Este é o terceiro artigo de revisão da série que tem como objetivo quebrar os paradigmas relacionados aos possíveis malefícios causados pelas gorduras saturadas e pelo colesterol na saúde humana. São apresentados e discutidos dados científicos sobre as gorduras ômega 6, ômega 3, trans e o fenômeno da peroxidação lipídica, assim como sua influência nas inflamações crônicas. Foi erroneamente estabelecido, nas últimas décadas, que as gorduras saturadas e o colesterol são os causadores de doenças cardiovasculares e associadas. Uma nova teoria científica, porém, defende que essas doenças...

dezembro 2019

DESVENDANDO O PARADIGMA DAS GORDURAS SATURADAS E DO COLESTEROL PARTE 2: IMPORTÂNCIA BIOQUÍMICA E FISIOLÓGICA E ALGUMAS CONSEQUÊNCIAS PATOLÓGICAS DA FALTA DESSAS MOLÉCULAS

Este é o segundo artigo da série que tem o objetivo de quebrar os paradigmas relacionados aos supostos malefícios causados pelas gorduras saturadas e pelo colesterol à saúde. Essas substâncias, na realidade, estão presentes na bioquímica e fisiologia humana, fato que as tornam essenciais para a homeostase. Em caso de déficit de ingestão, elas passam a ser produzidas de forma endógena, já que participam das inúmeras reações orgânicas, incluindo estruturação, fluidez e permeabilização das membranas celulares, plasticidade cerebral, proteção e comunicação dos nervos, formação de hormônios[...]

outubro 2019

USO DE CANABINOIDES COMO ADJUVANTE NO TRATAMENTO DA DOR CRÔNICA

Registros históricos relatam o uso de cannabis para tratamentos de dor ao redor de 3000 a.C. Porém, apenas na década de 1960, os componentes ativos da cannabis (CBD, THC, entre outros 100) foram descritos por cientistas para que, finalmente, em 1980, fosse identificado o primeiro canabinoide endógeno, a anandamida (AEA), que reiterou a significância do receptor canabinoide e seus ligantes endógenos no controle de uma grande variedade de atividades biológicas...

Título

Ir ao Topo